Wi-Fi 6: o que você precisa saber sobre a nova geração sem fio

O Wi-Fi 5, ou conhecido tecnicamente como 802.11AC, está ficando para trás e dando lugar à próxima geração sem fio, o Wi-Fi 6. Ele promete trazer mais funcionalidades, com um desempenho previsível e maior velocidade, resultando em uma boa experiência aos usuários.

E não para por aí! O 5G, tecnologia ainda em teste no país, também pode atuar ao lado do Wi-Fi 6. Antes de ambos coexistirem, é preciso que as empresas aguardem alguns meses para utilizá-los em seus processos e também para que os usuários finais desfrutem da tecnologia em si.

Mas qual será o real impacto do Wi-Fi 6 nos negócios? Para responder essa e demais questões acerca do tema, entrevistamos Cássio Gomes, Consulting System Engineer na Cisco Meraki. Continue lendo e confira!

1 – Comparado com as versões anteriores, quais benefícios o Wi-Fi 6 traz às organizações?

Cássio: O Padrão Wi-Fi 6, também conhecido como 802.11AX, baseia-se em pontos fortes do padrão anterior 802.11AC, porém com várias novas funcionalidades que aumentam a eficiência, a flexibilidade e também a escalabilidade, permitindo assim que as redes tenham melhor desempenho em termos de velocidade, capacidade de usuários e melhor cobertura.

Um outro benefício importante é o consumo de bateria para o dispositivo móvel do usuário que utiliza o Wi-Fi 6, que pode ter redução de até 67% do com o novo padrão.

O novo padrão Wi-Fi 6 já pode ser considerado pelas empresas que procuram uma solução de Wi-Fi para projetos com cobertura abrangente com alta densidade, assim como escolas, estádios, ginásio esportivo, entre outros locais que precisam conectar centenas ou milhares de usuários simultaneamente e permitir uma excelente experiência para o usuário.

2 – Na prática, haverá alguma mudança significativa nos processos com o uso da nova tecnologia?

Cássio: Com o avanço da tecnologia Wi-Fi, é necessário que as empresas adquiram equipamentos (Access-Points) com suporte ao novo padrão Wi-Fi 6. Os usuários também vão precisar atualizar o modelo dos dispositivos móveis, que precisam suportar o novo padrão Wi-Fi 6, dessa forma será possível utilizar os benefícios da nova tecnologia.

Uma vez atualizada, a rede Wi-Fi vai permitir que os Access-Points suportem mais clientes em ambientes densos e irá proporcionar uma melhor experiência para os usuários. Também vai fornecer um desempenho mais previsível para as aplicações avançadas, como vídeo 4K ou 8K, aplicativos de colaboração de alta densidade e alta definição, escritórios com acesso totalmente Wi-Fi e também Internet das Coisas (IoT).

É importante mencionar que o novo padrão Wi-Fi 6 é compatível com os padrões anteriores. Dessa forma é possível atualizar as redes gradativamente sem perder os recursos atuais. Ou seja, é possível coexistir em uma rede Wi-Fi com diferentes padrões.  O usuário da rede Wi-Fi irá se conectar de forma transparente de acordo com a disponibilidade do seu aparelho móvel, semelhante ao que já acontecia anteriormente.

3 – Ao compararmos o Wi-Fi 6 com o 5G, qual é o mais funcional para os negócios e por quê?

Cássio: A nova tecnologia 5G também tem o objetivo de melhorar a rede celular com melhor velocidade e menor latência, o que será muito útil para aplicações que requerem estes requisitos, permitindo uma série de novas aplicabilidades em áreas que até o momento não podiam utilizar este tipo de conectividade. Sendo assim, tanto Wi-Fi 6 e 5G possuem objetivos semelhantes e podem coexistir completando um ao outro.

A tecnologia de rede sem fio deve permanecer sendo a melhor opção para ambientes internos (indoor) permitindo melhor performance, alta capacidade e gestão da rede local para questões de segurança, como permissões e restrições de acesso dentro das organizações.

Já para o acesso externo (outdoor), a rede 5G é a melhor opção. Claro que uma rede Wi-Fi 6 também pode ser utilizada em ambientes externos, mas existem alguns casos de uso que a rede 5G atende de forma adequada, principalmente para casos de movimento em longas distâncias, estradas e fazendas.

Ambas as tecnologias (Wi-Fi 6 e 5G) oferecem excelentes oportunidades para conectar mais dispositivos com alta performance. Novas aplicações estão surgindo e requerem este tipo de conectividade, por exemplo, IoT, Automação em Fábrica, Hospitais e muitas outras indústrias.

Com essas duas novas tecnologias, é importante analisar o caso de uso para identificar a melhor opção para ser considerada. Além disso é possível utilizar as duas tecnologias em conjunto permitindo assim uma conectividade em locais diferentes, porém com alta performance. Dessa forma, vemos que essas tecnologias se complementam melhorando a experiência do usuário.

4 – Como ambas as tecnologias trabalharão juntas e de que forma ajudarão a Transformação Digital?

Cássio: A tecnologia Wi-Fi 6 está mais avançada em relação ao 5G. É possível desenvolver projetos com Wi-Fi 6 atualmente. A própria Cisco possui equipamentos com suporte à nova geração sem fio, que já estão disponíveis para comercialização. Já existe também no mercado dispositivos móveis com suporte ao Wi-Fi 6, permitindo assim aos usuários desfrutarem dos benefícios desta nova tecnologia.

A tecnologia 5G requer uma nova infraestrutura e possui mais desafios para implantação da rede comparada com a tecnologia Wi-Fi 6, e por isso, as operadoras de serviços móveis ainda estão trabalhando para ofertar o serviço 5G. É esperado para o ano de 2020 um avanço na oferta de serviços com a tecnologia, porém em algumas localidades apenas, e nos anos seguintes, as operadoras deverão entregar o serviço em mais localidades permitindo assim mais usuários conectados via 5G.

Sendo assim, as tecnologias devem coexistir. Principalmente no início, o Wi-Fi 6 será muito mais utilizado devido aos pontos relatados acima, permitindo novos casos de uso, enquanto o acesso 5G será mais restrito, sendo utilizado principalmente para conectividade com Internet para as empresas e/ou organizações que requerem mobilidade com alta performance. Dessa forma será possível implantar Wi-Fi 6 internamente com o acesso à Internet através do 5G.

Quando o acesso 5G estiver com maior capilaridade será possível desenvolver soluções entre as duas tecnologias, no qual o usuário poderá ser redirecionado de forma transparente entre as duas soluções – também conhecido como “OpenRoaming”, uma iniciativa da Cisco que permitirá os usuários desfrutarem dos benefícios das duas tecnologias de forma transparente, segura e rápida.

5 – Por fim, como elas afetarão o consumidor final?

Cássio: O conjunto das tecnologias Wi-Fi 6 e 5G irão afetar diretamente o consumidor final, e são bases para um futuro inovador das redes móveis e para uma melhor experiência do usuário com relação à conectividade com as aplicações que requerem velocidade e performance. Além disso, será possível que as empresas utilizem dessas tecnologias para desenvolverem novos casos de uso, por exemplo, na área da saúde, em que hospitais poderão realizar exames críticos remotamente e compartilhar o resultado entre várias localidades com interação dos médicos em tempo real e vários outros casos em sala de aula nas escolas e universidades, etc. Provedores de serviço móvel poderão prover conectividade de Internet com os benefícios de melhor velocidade e performance em locais remotos, possibilitando também a adoção de IoT em diversos ambientes, afetando diretamente a vida das pessoas, seja nas empresas ou em residências.

Ainda curiosos para saber mais? Clique aqui e acesse o caso de sucesso Cisco Meraki com Wi-Fi no evento US Open Golf. Ah! E se você chegou até aqui, aproveite para ler também >

Live University – Ebusiness

Se deseja aprimorar seus conhecimentos na área de TI e acompanhar as tendências, você está no lugar certo! Conheça os cursos de Ebusiness, a escola de Tecnologia da Informação da Live University. Aqui você encontra workshops, eventos, MBA, pós-graduação e muito mais. Clique aqui e comece já a sair da teoria e aplicar na prática!

 

Você pode gostar também:

4
Deixe seu comentário

avatar
Mais recentes Mais antigos Mais curtido
Artur de Souza Aragão
Visitante
Artur de Souza Aragão

Amigo,

Ótimo texto!

Apenas lhe ajudando. Corrige o texto lá em cima.

Onde se lê “O Wi-Fi 5, ou conhecido tecnicamente como 802.11AX” altere para “O Wi-Fi 5, ou conhecido tecnicamente como 802.11AC”.

Grande abraço!

Live University - Ebusiness
Editor

Oi, Artur 🙂

Já foi atualizado, engano nosso por aqui. Obrigada!

Marcelo Godoy
Visitante
Marcelo Godoy

Excelente texto

Live University - Ebusiness
Editor

Oi, Marcelo! Tudo bem? Muito obrigada!

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

MBA Online

O virtual mais real que você já viu! O formato online da LiveU acontece ao vivo e durante as aulas é possível tirar suas dúvidas...

Prêmio Confeb 2019

Mulheres foram destaque no Prêmio Confeb 2019. Organizado pela LiveU, o evento reuniu grandes profissionais das áreas Fiscal...

Reforma Tributária

A Reforma Tributária é um dos assuntos mais em alta no país. E para falar sobre o futuro dos tributos no Brasil, Alex Leite...

Congresso LATAM

Já pensou em aplicar Inteligência Artificial nos seus negócios? Atenção, porque muita gente já começou!

Meios de pagamento

Saindo do clássico boleto, os novos Meios de Pagamento representam o jeito mais simples e tecnológico de pagamento...

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!