Robotização na área fiscal: Vale a pena investir?

Viviane Burdinski

Viviane Burdinski

São funções do departamento de tax escriturar as movimentações tributárias, além de gerir as emissões de notas fiscais e garantir que todos os impostos sejam pagos corretamente e na data certa. 

Por se tratar de um setor extremamente burocrático, durante muito tempo o profissional dessa área se viu dedicando boa parte do seu expediente para levantar informações e fazer cálculos. Com a chegada de uma nova era tecnológica, muitas possibilidades surgiram para facilitar esse processo. 

 

Robôs x Humanos

 

Mas será que realmente é possível digitalizar esse departamento? Será que a robotização na área fiscal é mesmo mais eficiente que a humana e vale a pena o investimento?

Para Tiago Figo, Diretor de tax da C&A Brasil, “com a robotização conseguimos trazer uma produtividade imensa, fazendo com que o tempo desses profissionais possa ser alocado para atividades de valor agregado muito maior.. Porém, para que o processo seja bem implementado, é necessário conhecer o contexto e a realidade de cada companhia”, afirma.

Um dos fatores que mais interferem no processo de robotização é justamente a organização do sistema já utilizado pela empresa. Migrar algo que no seu funcionamento com humanos já não é tão bem definido e não tem diretrizes totalmente claras pode ser um caminho bem tortuoso.

Por outro lado, investir esse tempo para primeiro organizar o setor e depois fazer a robotização pode ser muito demorado. “É melhor fazer tudo de uma vez só. Tem empresa que gasta muito tempo nesse primeiro objetivo, e depois na hora de fazer o processo em si, ainda tem que reajustar muita coisa”, explica Ana Lídia Cunha, sócia da área de consultoria e planejamento tributário da Vaz de Almeida Advogados e professora da Live University.  

Durante essa trajetória, é diminuído o tempo de profissionais dedicados à operação, que passam a se dedicar muito mais aos processos de análise. Com isso, surge uma oportunidade no mercado de trabalho, que passa a exigir colaboradores que entendem esse novo momento para o profissional de tax e estejam dispostos a se adaptar. Como em todos os outros setores, os que não quiserem se adaptar, provavelmente acabarão ficando para trás. 

Clique aqui para ver o debate na íntegra

Você pode gostar também:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

Supply Talks#02

No Supply Talks#02, os hosts Alex Leite e Cássio Azevedo tiveram um bate-papo com a convidada Mônica Granzo, Founder e CEO da Smarkets.

LiveCast#62

No LiveCast#62, os hosts Henrique Gasperoni e Alex Leite tiveram um bate-papo com a convidada Mariel Orsi Gameiro, Conselheira no CARF e com o co-host Ronaldo Apelbaum, CEO e Sócio Fundador da APGI Advogados

Supply Talks#01

No Supply Talks#01, os hosts Alex Leite e Henrique Gasperoni tiveram um bate-papo com o convidado Eduardo Nishimoto, Head Comercial e BU Supply na Autopel, empresa focada em prover soluções para automação em suprimentos.

3 PRINCÍPIOS para desenvolver novas competências com Alex Leite

Discutido por pensadores e profissionais, a competência é a capacidade resultante de profundo conhecimento que alguém domina sobre certo assunto, gerando benefícios para uma pessoa ou organização. Mas você sabe como adquiri-la?

Pico-fim e a experiência do cliente com Rafael Scucuglia

A experiência do cliente, de forma resumida, pode ser definida como um conjunto de emoções vividas pelo consumidor nas interações com a empresa, produto, marca ou serviço, ao longo de sua jornada. Mas, como saber a relevância dessas interações na memória do cliente, quando precisam ser acessadas para tomar novas decisões?

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!

🚀 O evento começa em:

Dias
Horas
Minutos