ilustração do artigo sobre vendas

Como reagir à queda nas vendas e minimizar os impactos nos negócios

Na última quinta-feira (28) tivemos uma live sobre vendas, transmitidas pelo LinkedIn e Youtube, com a participação de diretores comerciais das empresas Hope, Grupo Zap e Polo Wear. O bate-papo trouxe observações importantes em relação às novas alternativas de vendas para diferentes setores, principalmente no imobiliário e varejo.

Para os negócios que ainda não haviam migrado para o online, a pandemia acelerou o processo de digitalização para manter a operação presente e atender o novo comportamento do consumidor.

Estar online não é mais um diferencial, é uma necessidade. Josué Varella, Diretor Comercial na Polo Wear, compartilhou um pouco como foi o processo de digitalização na companhia “Hoje estamos com o e-commerce no ar. O projeto estava previsto para acontecer até o final do ano e, devido a entrega antecipada, alguns imprevistos acabam acontecendo mas são minimizados ao longo do tempo”. 

O profissional ainda reforça a entrada em outros canais online “A partir daí, também aderimos aos marketplaces, como Mercado Livre, Amazon… Enfim, aceleramos nossas adesões em todos os canais digitais possíveis”.

Apesar do cenário pessimista devido à crise, Elton Deretti, Diretor Comercial na Hope Lingerie, comentou como a empresa tem enxergado esse momento. “Você precisa replanejar sua rota e permanecer na revisão. Precisamos estar conectados com nossos clientes ou parceiros, se colocar mais à disposição, ouvir mais”.

Sobre a presença no mundo online, afirmou dizendo “Muitos ainda não estavam presentes no online porque achavam que não era necessário. Hoje digo que será para sempre, não é algo momentâneo. Precisamos evoluir! Desde um novo tipo de venda com indicadores diferenciados, por exemplo”.

Sobre as vendas, Elton afirma “Nosso e-commerce está girando em ritmo de Black Friday, a demanda de suporte, SAC, entre outros aspectos estão sendo recalculados. Além disso, também temos o aplicativo da Hope em que o maior foco é dar sustentação para o canal de franquias”.  

Já para Alexander Clein, diretor comercial do Grupo Zap, a realidade do mundo imobiliário é outra. “Por não estarmos no offline, várias funcionalidades tecnológicas foram aceleradas devido à pandemia. O tour virtual, por exemplo, foi um deles. O usuário consegue “dar uma volta” no imóvel de interesse e optar pela compra”.

O profissional também reforçou outras funcionalidades que observam o comportamento do consumidor, como o estoque de navegação do usuário com características de imóveis procurado, metragem, localização e demais informações.

Você pode gostar também:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

Supply Talks#02

No Supply Talks#02, os hosts Alex Leite e Cássio Azevedo tiveram um bate-papo com a convidada Mônica Granzo, Founder e CEO da Smarkets.

LiveCast#62

No LiveCast#62, os hosts Henrique Gasperoni e Alex Leite tiveram um bate-papo com a convidada Mariel Orsi Gameiro, Conselheira no CARF e com o co-host Ronaldo Apelbaum, CEO e Sócio Fundador da APGI Advogados

Supply Talks#01

No Supply Talks#01, os hosts Alex Leite e Henrique Gasperoni tiveram um bate-papo com o convidado Eduardo Nishimoto, Head Comercial e BU Supply na Autopel, empresa focada em prover soluções para automação em suprimentos.

3 PRINCÍPIOS para desenvolver novas competências com Alex Leite

Discutido por pensadores e profissionais, a competência é a capacidade resultante de profundo conhecimento que alguém domina sobre certo assunto, gerando benefícios para uma pessoa ou organização. Mas você sabe como adquiri-la?

Pico-fim e a experiência do cliente com Rafael Scucuglia

A experiência do cliente, de forma resumida, pode ser definida como um conjunto de emoções vividas pelo consumidor nas interações com a empresa, produto, marca ou serviço, ao longo de sua jornada. Mas, como saber a relevância dessas interações na memória do cliente, quando precisam ser acessadas para tomar novas decisões?

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!