Imagem com foto do entrevistado sobre o tema PUDO e Last Mile nas operações

Conheça o PUDO e revolucione o seu método de entrega

Raffael Lodo

Raffael Lodo

Em uma era de intenso crescimento do comércio eletrônico, vendedores e consignatários procuram formas complementares de vendas, entrega e coleta, além de diferentes meios para a devolução de produtos adquiridos pelos consumidores. Em outras palavras, estamos nos referindo ao comércio omnichannel!

Antes de nos aprofundarmos no PUDO (Pick Up & Drop Off), vamos a um panorama do setor de e-commerce. De acordo com eMarketer, a expectativa é que em 2021 o faturamento por meio do e-commerce chegue próximo a 4,9 trilhões de dólares globalmente.

Mas vamos ao que interessa?! Tendo em vista esse crescimento contínuo no e-commerce, surgiu uma discussão crescente sobre as novas redes em sistema PUDO e compras online no setor de e-business. E para você ficar ligado no que está por vir, preparamos um artigo completo com tudo o que você precisa saber sobre o serviço PUDO. Continue a leitura e fique por dentro!

O QUE É PUDO

A sigla PUDO, do inglês “Pick Up & Drop Off” que significa “pegar e largar”  representa um serviço de coleta e entrega de encomendas como parte de uma rede mais ampla de serviços. O sistema permite que encomendas sejam retiradas ou entregues em locais onde um membro confiável de uma rede pré-registrada as recebe. Uma coleta pode então ser realizada por meio de um serviço de campo e uma devolução por um serviço de entrega, retornando ao seu fornecedor ou matriz.

SURGIMENTO

Criado em 1983 pela empresa francesa Relais Colis, o objetivo da prática era buscar uma forma mais e prática para serviços de entrega, atendendo à necessidade dos clientes que estão cada vez mais móveis, passando menos tempo em casa.

Essa é uma prova de que a experiência do usuário está presente nos negócios há mais de 36 anos! E tem se reinventado ao longo dos anos de acordo com a exigência do consumidor.

OBJETIVOS DA OPERAÇÃO

Com o PUDO em prática é possível criar novos canais ou expandir a distribuição existente no lado do vendedor, atender às preferências do cliente (consignatário), reduzir custos operacionais e desenvolver uma melhor infraestrutura last mile no lado do operador logístico.

VANTAGENS DO PUDO

Você provavelmente já ouvir falar que tempo é dinheiro, certo? Com o PUDO, você não precisa ficar em casa ou no escritório esperando a chegada dos pacotes. Seja você um comprador online, um estudante universitário ou um profissional que não tem tempo de esperar por uma encomenda, a prática permite a liberdade de continuar a sua rotina e ter o produto em mãos quando preferir.

Você pode se concentrar nas coisas que são importantes para você, como sair de férias com a família ou fechar um próximo grande negócio. A prática oferece a tranquilidade de que seus pacotes sempre serão recebidos e entregues, mesmo que você não esteja por perto. Ah, e o melhor: sem gastar muito!

Ao se inscrever para uma rede PUDO, você pode usar o endereço de qualquer loja registrada na rede, como o local de entrega pessoal sempre que desejar. Após a chegada da remessa, você será notificado por e-mail que o seu pacote está disponível para retirada.

Encomendar produtos e tê-los entregues a você é uma coisa, já devolvê-los ao mesmo remetente é outro! Certo? Buscando resolver esse impasse presente em operações de entrega nas empresas, o sistema PUDO oferece programas abrangentes e econômicos de logística de retorno com uma força de trabalho distribuída e remota.

BARREIRAS PARA A CRIAÇÃO DE UM SISTEMA PUDO

Atualmente grande parte dos clientes não tem tempo hábil para esperar a entrega chegar em casa. Deste modo, a demanda por soluções logísticas que levem o produto onde quer que o consumidor esteja nunca esteve tão alta.

E se você já está cogitando implementar a prática no seu negócio, é preciso – entre outras prioridades – de um planejamento hábil de processos, aplicação de ferramentas apropriadas (hardware e software), definição de necessidades de capacidade produtiva, levando em consideração a sazonalidade, a análise da localização, o sistema de integração e o estabelecimento de padrões. Ufa! Com esses itens estruturados de forma adequada você está pronto para aplicar o PUDO.

A parte mais difícil que enfrentará no processo é construir pontos de acesso estáveis ​​suficientes para oferecer proximidade e condições apropriadas para o acesso ao ponto, como estacionamento de clientes, por exemplo.

BENEFICIADOS PELA REDE PUDO (ABERTA OU FECHADA)

  • Clientes individuais: com mais opções em last mile, o acesso se torna fácil aos locais de entrega para devoluções;
  • Pequenos vendedores: possuindo remessas mais flexíveis, sem ter que esperar a entrega do correio, além da possibilidade de oferecer a seus clientes uma ampla gama de canais de entrega em cooperação com um operador logístico;
  • Grandes vendedores / distribuidores / produtores / plataformas de transações: entregando seus produtos com meio de transporte próprio ou usando operadores logísticos;
  • Empresas de courier e operadoras de correios: podem desenvolver sua rede logística, ativar novos canais de vendas e otimizar os custos e os prazos de entrega em last mile, aumentando a satisfação do cliente. Esses também podem usar pontos como hubs locais para armazenamento temporário de remessas em distribuição urbana / local ou como destino de recebimento de itens recomendados;
  • Os parceiros (geralmente varejistas): co-criam a rede PUDO ganham tráfego adicional de clientes como parte de seus principais negócios.

PUDO NA PRÁTICA

Até o momento cinco modelos já foram testados e inclusive alguns deles já funcionam no país. Todos eles têm sido um case de sucesso em diversos países! Saiba, no entanto, que nem todos podem se encaixar na operação do seu e-commerce. Por isso, conhecer a estratégia de cada um deles é essencial para o seu negócio! Vamos lá:

LOCKERS

Você provavelmente já deve ter ouvido falar desse modelo. Os lockers – mais conhecidos do mercado até o momento – são armários inteligentes que oferecem a possibilidade de retirar a mercadoria no horário mais conveniente para o consumidor. Normalmente funcionam 24 horas por dia nos sete dias por semana.

O responsável pela popularização do serviço foi a Amazon, espalhando mais de 2.800 unidades nos Estados Unidos. Em relação ao investimento, o locker requer um alto investimento, uma vez que é preciso ter uma rede com várias unidades espalhadas, além da necessidade de um espaço bem localizado para deixá-los próximos aos consumidores.

CLICK & COLLECT

Grandes varejistas do Brasil, como Magazine Luiza, C&A, Renner, Via Varejo, entre outras, já usam este modelo. Ao realizar a compra no e-commerce de uma dessas marcas, há a opção de direcionar a mercadoria para uma das lojas físicas mais próximas do consumidor.

Esta é uma ótima solução para varejistas que dispõe do canal online (e-commerce) e offline (lojas físicas), pois leva uma experiência omnichannel ao cliente, reduzindo frete, prazo da entrega e aumentando as vendas das lojas físicas. Em contrapartida, há necessidade de um alto investimento em lojas físicas para o funcionamento do modelo.

PICK-UP POINT

Traduzindo o termo para o português, os “pontos de retirada” são estabelecimentos comerciais, como mercados, farmácias, shoppings, academias, entre outros locais credenciados para receber e guardar mercadorias compradas pela internet por até sete dias.

Esses comércios passam por critérios de seleção, como horário de funcionamento, aparência, localização e disponibilidade de espaço. Recebem, ainda, treinamento, tecnologia e suporte constantes para realizarem a operação de receber e entregar as mercadorias.

Além de solucionar problemas logísticos, o ponto de retirada otimiza o branding do e-commerce: oferece a opção de ter um ponto exclusivo com a marca da empresa em locais estratégicos com alto fluxo de pessoas.

KIRANA

As Kiranas recebem mercadorias compradas online por pessoas próximas à sua localização. Elas realizam a última etapa da entrega, levando a mercadoria até a casa do cliente e recebendo uma comissão pela operação.

Com esta opção, e-commerces e transportadoras diminuem o número de funcionários de suas áreas logísticas — terceirizam esta última etapa para reduzir custos e problemas.

SOCIAL PICK UP POINT

Social pick up point é uma variação do pick up point. Ele permite a qualquer pessoa usar um espaço ocioso da sua casa como ponto de retirada de mercadorias compradas pela internet. E ainda promove uma renda extra (sem custos)!

O objetivo, além da otimização logística, é criar novos relacionamentos entre moradores do mesmo bairro. Em paralelo, acaba por influenciar na redução da violência por todos se conhecerem. Por isso traz o “social” no nome.

UM NOVO MÉTODO DE ENTREGA

Diante do exposto, não se trata de “se”, mas de “quando” os pontos de acesso estarão disponíveis em todo o mundo. Uma rede PUDO densa e conveniente está se tornando um requisito obrigatório para os comércios eletrônicos, do ponto de vista logístico do negócio.

Até o momento os operadores postais ainda estão na frente da concorrência para alavancar suas extensas redes de agências para esse fim, porém, esse cenário pode mudar! Já que as perspectivas para o futuro são positivas quanto ao crescimento desta nova realidade. Então, você profissional de Supply Chain ou Logística, prepare-se e fique por dentro da nova tendência que promete revolucionar as operações logísticas.

Já que você chegou até aqui, aproveite para ler também >

Live University – Inbrasc

Se deseja aprimorar seus conhecimentos na área de Supply Chain, Compras e Logística acompanhando as tendências da área, você está no lugar certo! Conheça os cursos da Inbrasc, uma das escolas da Live University. Aqui você encontra workshops, eventos, MBA, pós-graduação e muito mais. Clique aqui comece já a sair da teoria e aplicar na prática!

Você pode gostar também:

Deixe seu comentário

avatar

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Calendário de Eventos

Maratona de Supply Chain SP

20, 21 e 27 de Julho

Local: Grand Mercure Vila Olímpia.

Prêmio Inbrasc

10 de Setembro

Local: Villa Bisutti Gomes de Carvalho

Fórum de IM SP

15 e 16 de Outubro

Local: Grand Mercure Vila Olímpia.

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

MBA Online

O virtual mais real que você já viu! O formato online da LiveU acontece ao vivo e durante as aulas é possível tirar suas dúvidas...

Prêmio Confeb 2019

Mulheres foram destaque no Prêmio Confeb 2019. Organizado pela LiveU, o evento reuniu grandes profissionais das áreas Fiscal...

Reforma Tributária

A Reforma Tributária é um dos assuntos mais em alta no país. E para falar sobre o futuro dos tributos no Brasil, Alex Leite...

Congresso LATAM

Já pensou em aplicar Inteligência Artificial nos seus negócios? Atenção, porque muita gente já começou!

Meios de pagamento

Saindo do clássico boleto, os novos Meios de Pagamento representam o jeito mais simples e tecnológico de pagamento...

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!