Conheça o sistema da Unipac para rastreabilidade na gestão de ativos

Viviane Burdinski

Viviane Burdinski

O Grupo Jacto foi fundado em 1948, por Shunji Nishimura, um imigrante que veio para o Brasil fugindo da crise econômica no Japão. Atualmente está presente em mais de 100 países, com a América Latino correspondendo a 90% do faturamento total. 

Ele se divide nas seguintes unidades de atuação:

Jacto: Desenvolvimento e fabricação de equipamentos agrícolas (pulverizadores, adubadeiras, colheitadeiras, plantadeiras)

RodoJacto: Integração de soluções em transporte e logística.

Jactoclean: Equipamentos para serviços de limpeza (lavadoras de alta pressão, aspiradores, lavadoras de piso)

Síntegra: Soluções e produtos para área médica

CIAg: Centro de Inovação no Agronegócio (desenvolve soluções para empresas incluindo internet das coisas, RPA, BigData, Inteligência Artificial e Robôs). 

Unipac: Transformação de polímeros. 

Gestão de Ativos

Assim como todas as indústrias que atuam na cadeia de manufatura, existe um grande fluxo de embalagens retornáveis na Unipac. Com isso, surgem diversos problemas como a falta de precisão nos estoques dessas embalagens, não ter a localização e o tempo em trânsito, além da falta de processo para lidar com os produtos que estão danificados. 

Na busca de uma maior rastreabilidade na gestão de ativos, a empresa iniciou um projeto, em parceria com a Jacto e o Ciag, para buscar uma solução tecnológica. 

Os primeiros passos foram entender as principais necessidades de operações, mapear o fluxo logístico e escolher as ferramentas que seriam utilizadas. A identificação das embalagens foi feita através de RFID (identificação por radiofrequência), que podiam ser lidas com o celular através de um QR Code.  

O sistema trouxe uma precisão de estoque em torno de 98%, inventário em tempo real, otimização de ativos e redução de custos na gestão de ativos. 

Clique aqui para assistir a palestra na íntegra

 

Você pode gostar também:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

Supply Talks#02

No Supply Talks#02, os hosts Alex Leite e Cássio Azevedo tiveram um bate-papo com a convidada Mônica Granzo, Founder e CEO da Smarkets.

LiveCast#62

No LiveCast#62, os hosts Henrique Gasperoni e Alex Leite tiveram um bate-papo com a convidada Mariel Orsi Gameiro, Conselheira no CARF e com o co-host Ronaldo Apelbaum, CEO e Sócio Fundador da APGI Advogados

Supply Talks#01

No Supply Talks#01, os hosts Alex Leite e Henrique Gasperoni tiveram um bate-papo com o convidado Eduardo Nishimoto, Head Comercial e BU Supply na Autopel, empresa focada em prover soluções para automação em suprimentos.

3 PRINCÍPIOS para desenvolver novas competências com Alex Leite

Discutido por pensadores e profissionais, a competência é a capacidade resultante de profundo conhecimento que alguém domina sobre certo assunto, gerando benefícios para uma pessoa ou organização. Mas você sabe como adquiri-la?

Pico-fim e a experiência do cliente com Rafael Scucuglia

A experiência do cliente, de forma resumida, pode ser definida como um conjunto de emoções vividas pelo consumidor nas interações com a empresa, produto, marca ou serviço, ao longo de sua jornada. Mas, como saber a relevância dessas interações na memória do cliente, quando precisam ser acessadas para tomar novas decisões?

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!