Compras B2B – de coadjuvante a protagonista

Viviane Burdinski

Viviane Burdinski

De origem Austríaca, a Alpla é a maior produtora de embalagens rígidas do mundo. A empresa fornece frascos para grandes grupos no Brasil como Natura, Bunge, Coca-Cola, P&G e Johnson and Johnson. 

Uma empresa com faturamento de 1 bilhão de reais/ano e quase 900 colaboradores exige um departamento de compras extremamente alinhado. Mas não era essa a realidade. Murilo Zappellini, Head of Procurement na Alpla, explica como era o setor antes da mudança. “O time era muito descentralizado e não especializado. Todo mundo comprava um pouco de tudo. Havia muita burocracia. Foi preciso analisar o que estava errado. O time de compras precisava dar um passo rumo ao protagonismo”, afirma. 

O processo de transformação 

O processo foi longo e contou com várias etapas para ser implementado. Só assim foi possível alinhar por completo a estratégia corporativa. O foco principal foi no treinamento dos colaboradores. A formação de especialistas permitiu a evolução de um departamento onde todos compravam de tudo, para a definição de forma clara do papel de cada na equipe. 

Além disso, o desenvolvimento de uma estratégia de fornecimento para cada categoria torna muito mais assertiva a decisão de compra. Consequentemente, o gerenciamento de risco ficou muito mais fácil com um plano de resiliência para cada um dos serviços. 

Abrir a possibilidade de novos fornecedores, priorizando a responsabilidade social também trouxe grandes resultados. Criar parcerias com empresas menores e locais permitiu uma troca de expertise muito importante para ambos os lados. 

É importante ressaltar que essa mudança só é possível quando há o suporte dos stakeholders e especialmente quando há a mudança cultural da equipe envolvida. O engajamento dos  membros da equipe é fundamental para o processo de transformação. 

Mais do que um empilhado de técnicas, para modificar um sistema já enraizado é necessário despertar a consciência da importância da inovação. Assim, cada etapa da caminhada passa a ser muito mais do que apenas cumprir ordens que vem de cima. Quando o colaborador entende os benefícios que ele mesmo vai colher num futuro próximo, fica muito mais fácil gerar a energia necessária para concluir todo o projeto.  

Clique aqui para conferir a palestra na íntegra!

Você pode gostar também:

Acompanhe as tendências do mercado!

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por e-mail

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

MBA Online

O virtual mais real que você já viu! O formato online da LiveU acontece ao vivo e durante as aulas é possível tirar suas dúvidas...

Prêmio Confeb 2019

Mulheres foram destaque no Prêmio Confeb 2019. Organizado pela LiveU, o evento reuniu grandes profissionais das áreas Fiscal...

Reforma Tributária

A Reforma Tributária é um dos assuntos mais em alta no país. E para falar sobre o futuro dos tributos no Brasil, Alex Leite...

Congresso LATAM

Já pensou em aplicar Inteligência Artificial nos seus negócios? Atenção, porque muita gente já começou!

Meios de pagamento

Saindo do clássico boleto, os novos Meios de Pagamento representam o jeito mais simples e tecnológico de pagamento...

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!