Como a Globo atinge mais de 180 milhões de pessoas por mês?

Viviane Burdinski

Viviane Burdinski

O Grupo Globo é o quinto maior produtor de conteúdo mundial, além de ser o 19º grupo de mídia do mundo. Somando as mídias de televisão e internet, a Globo atinge cerca de 180 milhões de pessoas a cada mês, o que representa mais de 90% da população brasileira. 

Para uma empresa que gera um impacto de proporções tão grandes, mas que tem as suas raízes fincadas na mídia televisiva, implementar a inovação não representa uma simples opção. “Ou a empresa se transforma em 100% mediatech, ou ela vai encontrar a sua extinção. É um processo extremamente urgente e estratégico”, afirma Claudio Ikeda, Digital Transformation Director, Rede Globo de Televisão.

Testar rápido, falhar rápido e reinventar

O modelo utilizado foi o de estrutura ágil. A ideia é testar rápido, falhar rápido e reinventar. Dessa forma, é possível ter um fluxo intenso de possibilidades para encontrar o ideal. O principal desafio encontrado vem da própria estrutura da televisão, onde os conteúdos normalmente são produzidos com dois anos de antecedência. Quando vão ao ar, normalmente todo o material já está pronto, portanto o feedback do público não consegue ser levado em consideração com a rapidez necessária. 

Por outro lado, a mídia de televisão tem um alcance extremamente amplo, atingindo muitos públicos de forma simultânea, o que não acontece com o digital. Na internet, as mídias sociais atingem um público segmentado e específico, o que reduz o alcance da mensagem.  Portanto, foi trabalhado uma forma de convergência de mídias, trabalhando a segmentação pelo digital de forma paralela às transmissões da tv.   

Clique aqui para assistir a palestra na íntegra

 

Você pode gostar também:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

Supply Talks#02

No Supply Talks#02, os hosts Alex Leite e Cássio Azevedo tiveram um bate-papo com a convidada Mônica Granzo, Founder e CEO da Smarkets.

LiveCast#62

No LiveCast#62, os hosts Henrique Gasperoni e Alex Leite tiveram um bate-papo com a convidada Mariel Orsi Gameiro, Conselheira no CARF e com o co-host Ronaldo Apelbaum, CEO e Sócio Fundador da APGI Advogados

Supply Talks#01

No Supply Talks#01, os hosts Alex Leite e Henrique Gasperoni tiveram um bate-papo com o convidado Eduardo Nishimoto, Head Comercial e BU Supply na Autopel, empresa focada em prover soluções para automação em suprimentos.

3 PRINCÍPIOS para desenvolver novas competências com Alex Leite

Discutido por pensadores e profissionais, a competência é a capacidade resultante de profundo conhecimento que alguém domina sobre certo assunto, gerando benefícios para uma pessoa ou organização. Mas você sabe como adquiri-la?

Pico-fim e a experiência do cliente com Rafael Scucuglia

A experiência do cliente, de forma resumida, pode ser definida como um conjunto de emoções vividas pelo consumidor nas interações com a empresa, produto, marca ou serviço, ao longo de sua jornada. Mas, como saber a relevância dessas interações na memória do cliente, quando precisam ser acessadas para tomar novas decisões?

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!