Cientista de Dados x Inovadores Startapeiros

Viviane Burdinski

Viviane Burdinski

Vivemos na Era da Informação e da Tecnologia. O mundo dos negócios corre passos largos para acompanhar a evolução da sociedade e consequentemente, dos consumidores dos seus produtos. 

Diante dessa realidade, com um orçamento apertado, o que uma empresa deve priorizar: a ciência de dados, com a coleta e análise de informações ou os chamados “startapeiros”, profissionais de mercado focados na inovação e marketing?

A resposta é: depende. Para saber quem traria mais resultado para o seu negócio, é preciso primeiro analisar com profundidade a realidade e necessidades da sua empresa.

É preciso avaliar suas necessidades

Para Marcia Mantovani, Gerente de Marketing e Inteligência de Mercado na CPFL Energia, por exemplo, faz mais sentido investir em alguém de mercado. “Meu objetivo é criar essa cultura. Para isso, preciso dar alguns passos mais estratégicos”, afirma. 

Já para João Victor Gueretta, Pricing and Strategic Revenue Growth Management Manager na Heshey’s, a ideia é entender o mercado para um posicionamento futuro mais assertivo. Por isso, a ciência de dados faz todo o sentido. “Precisamos trazer mais informação para a companhia. Precisamos de uma pessoa para criar essa trilha, do que a gente vai ver pelos próximos anos”, explica Gueretta. Especialmente com a chegada da pandemia, grandes corporações têm sinalizado essa necessidade de uma análise mais profunda de mercado. 

Clique aqui para assistir a palestra na íntegra

 

Você pode gostar também:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

Supply Talks#02

No Supply Talks#02, os hosts Alex Leite e Cássio Azevedo tiveram um bate-papo com a convidada Mônica Granzo, Founder e CEO da Smarkets.

LiveCast#62

No LiveCast#62, os hosts Henrique Gasperoni e Alex Leite tiveram um bate-papo com a convidada Mariel Orsi Gameiro, Conselheira no CARF e com o co-host Ronaldo Apelbaum, CEO e Sócio Fundador da APGI Advogados

Supply Talks#01

No Supply Talks#01, os hosts Alex Leite e Henrique Gasperoni tiveram um bate-papo com o convidado Eduardo Nishimoto, Head Comercial e BU Supply na Autopel, empresa focada em prover soluções para automação em suprimentos.

3 PRINCÍPIOS para desenvolver novas competências com Alex Leite

Discutido por pensadores e profissionais, a competência é a capacidade resultante de profundo conhecimento que alguém domina sobre certo assunto, gerando benefícios para uma pessoa ou organização. Mas você sabe como adquiri-la?

Pico-fim e a experiência do cliente com Rafael Scucuglia

A experiência do cliente, de forma resumida, pode ser definida como um conjunto de emoções vividas pelo consumidor nas interações com a empresa, produto, marca ou serviço, ao longo de sua jornada. Mas, como saber a relevância dessas interações na memória do cliente, quando precisam ser acessadas para tomar novas decisões?

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!