A transformação digital acelerada e a importância dos dados para a sua empresa

Viviane Burdinski

Viviane Burdinski

Quando tratamos de captura de dados, a classificação pode ser feita conforme a fonte geradora das informações. De uma forma geral, desde o início do uso dessas tecnologias as origens utilizadas são humanas, portanto, chamadas de Human-Generated. 

Já Machine-Generated ou Machine Data, são dados gerados por uma máquina ou dispositivo. Um exemplo é a necessidade de instrumentar aplicações para utilização de um software. Para isso, o computador gera dados que possam ser depurados. Conforme aumenta o número de produção desses softwares, também cresce o número de Machine Data. 

Atualmente dentro de uma empresa, normalmente encontramos dados de referência, dados transacionais (tabelas, planilhas) e dados não relacionados. Portanto, nesse ambiente também aumenta o uso de Machine Data. 

Para comparação, podemos observar na última década, um crescimento populacional de cerca de 20%, enquanto o crescimento do poder computacional no mesmo período foi de mais de 2000%. 

Além disso, houve um processo profundo de mudança comportamental. A tecnologia mudou a forma que trabalhamos, estudamos e até como nos relacionamos. O processo acelerado da transformação digital se traduz em números, com um crescimento de 70% no tráfego de internet, 76% no comércio eletrônico e 65% nos canais de relacionamentos digitais nos últimos dez anos. 

No ambiente profissional, esse novo cenário irá exigir novas capacidades. A experiência digital afeta diretamente no relacionamento com o cliente e as empresas que souberem acompanhar essa evolução, certamente irão sair na frente.  

Clique aqui para assistir a palestra na íntegra

 

Você pode gostar também:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Notícias do Mercado

Marketing em tempos de crise

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Home Office: como ser produtivo?

Todas as áreas das empresas precisam acompanhar e usufruir o que a tecnologia tem para oferecer. Esta é uma das premissas…

Fonte: Meio e Mensagem

Vídeos

Supply Talks#02

No Supply Talks#02, os hosts Alex Leite e Cássio Azevedo tiveram um bate-papo com a convidada Mônica Granzo, Founder e CEO da Smarkets.

LiveCast#62

No LiveCast#62, os hosts Henrique Gasperoni e Alex Leite tiveram um bate-papo com a convidada Mariel Orsi Gameiro, Conselheira no CARF e com o co-host Ronaldo Apelbaum, CEO e Sócio Fundador da APGI Advogados

Supply Talks#01

No Supply Talks#01, os hosts Alex Leite e Henrique Gasperoni tiveram um bate-papo com o convidado Eduardo Nishimoto, Head Comercial e BU Supply na Autopel, empresa focada em prover soluções para automação em suprimentos.

3 PRINCÍPIOS para desenvolver novas competências com Alex Leite

Discutido por pensadores e profissionais, a competência é a capacidade resultante de profundo conhecimento que alguém domina sobre certo assunto, gerando benefícios para uma pessoa ou organização. Mas você sabe como adquiri-la?

Pico-fim e a experiência do cliente com Rafael Scucuglia

A experiência do cliente, de forma resumida, pode ser definida como um conjunto de emoções vividas pelo consumidor nas interações com a empresa, produto, marca ou serviço, ao longo de sua jornada. Mas, como saber a relevância dessas interações na memória do cliente, quando precisam ser acessadas para tomar novas decisões?

Fique atualizado!

Assine nossa News e fique por dentro das principais matérias da Live University

Fique por dentro das principais tendências do mercado!

🚀 O evento começa em:

Dias
Horas
Minutos